Inflação

0
35

A inflação ocorre quando a oferta de moeda aumenta e a moeda se desvaloriza. É percetível principalmente através do aumento dos preços, pois o aumento da oferta de dinheiro reduz o poder de compra dos consumidores. Por exemplo, se a oferta de diamantes fosse tão abundante quanto o vidro, o preço de mercado dos produtos contendo diamantes cairia drasticamente. À medida que a quantidade de dinheiro fornecida aumenta, seu valor diminui e o poder de compra diminui, assim como a quantidade de bens que podem ser comprados com uma unidade desse dinheiro. Como aponta o economista Ludwig von Mises, as pessoas tendem a ver a causa da inflação no aumento dos preços, e não no motivo real, o aumento da oferta monetária.

A quantidade de dinheiro numa economia é controlada pelo governo através do banco central. Mas dado que o aumento da oferta de dinheiro reduz o poder de compra dos cidadãos, por que o Estado deveria fazer tal coisa? Isso acontece principalmente quando o governo incorre em déficit orçamentário. Quando o governo aumenta os gastos além da receita tributária, ele recorre ao aumento da impressão de cédulas para cobri-los. Com o desenvolvimento da tecnologia de impressão e a falta de dinheiro, a emissão de mais notas tornou-se cada vez mais fácil, simplesmente dependente de decisões governamentais.

Um exemplo de quando o governo emite mais cédulas para cobrir a suas despesas é quando o pagamento de funcionários públicos, principalmente com aumentos salariais. Essas pessoas acabam com mais dinheiro, enquanto todos os outros continuam a ter a mesma quantidade de dinheiro que tinham antes. Aqueles que receberam um aumento multiplicando a moeda competem com os outros compradores. E, por outro lado, embora a oferta monetária tenha aumentado nesta economia, o número de mercadorias permanece o mesmo.

A consequência inevitável é a desvalorização da moeda e o aumento do preço dos bens e mercadorias em oferta. Os funcionários que receberam o novo dinheiro antes de outros consumidores têm uma vantagem de tempo sobre os demais e estão numa posição privilegiada porque, sendo os primeiros a receber o novo dinheiro, podem comprar enquanto os preços ainda não subiram, ou seja, podem comprar bens e serviços no estágio inicial da troca de dinheiro por bens, antes que a inflação ocorra.

Mas os preços dos serviços e bens não mudam na mesma medida e ao mesmo tempo. Há preços que mudam mais rápido que outros, caem ou sobem mais rápido. Isso ocorre porque as pessoas não compram coisas ao mesmo tempo e não consomem exatamente os mesmos bens ou a mesma quantidade de bens comuns que consomem. O dinheiro extra gasto pelo governo não é usado para comprar serviços e bens. Assim, quando ocorre a inflação, diferentes grupos populacionais são afetados de diferentes maneiras.

Muitos governos aplicam controles e congelamentos de preços para combater a inflação. Mas tais medidas podem no máximo retardar a sua manifestação. O economista Henry Hazlitt explica que o controlo de preços exercido pelo Estado apenas comprime ou elimina completamente os lucros, gerando confusão na estrutura produtiva da economia e até mesmo desabastecimento de produtos. Os controles de preços governamentais são uma tentativa de transferir a responsabilidade pela inflação para produtores e vendedores, em vez das suas próprias políticas monetárias.

Votos: 12 | Pontuação: 4.1

No votes so far! Be the first to rate this post.

Partilhar este artigo