O Que Precisa Saber Acerca das Casas Inteligentes

0
262

A sua casa já gradualmente fazendo parte dos milhões de casas inteligentes que surgem um pouco por todo o mundo?

Pequenos gadgets que poupam tempo e melhoram a nossa qualidade de vida de formas que até então ignorávamos estão aqui para ficar. Desde as mais pequenas aplicações na forma como iluminamos uma divisão, até à automatização de processos de limpeza.

A casa inteligente é um conceito que não deixa de nos conseguir impressionar neste admirável mundo novo.

Redefinindo a Ideia de Casa

Não no sentido literal. Uma casa continuará até ver, a ser provida de paredes, telhado e janelas. Será mais apropriado afirmar que um lar, conforme o conhecemos, está rapidamente a mudar.

Atualmente, poucos se deixam impressionar com conetividade à internet em praticamente qualquer divisão da casa (quando a tecnologia não nos deixa mal). Neste mundo sem fios existem já outras entidades presentes entre portas, a trabalhar freneticamente no silêncio do nosso lar.

Entre portas, a inteligência artificial começa a deixar a sua marca com tecnologia que partilha agora o nosso espaço e muito frequentemente, a nossa atenção.

O objetivo principal foca-se numa melhoria da nossa qualidade de tempo através da capacidade de adaptação do nosso lar às nossas necessidades e no processamento de tarefas que até aqui nos consumiam demasiado tempo.

Eu, Robot

Cada vez mais presentes, os aparelhos autónomos dos nossos lares não são (para já) androides como fantasiávamos na nossa infância.

Pequenas caixas plásticas com rodas conhecem os recantos da nossa casa e fazem um excelente trabalho em mantê-la limpa. Os aspiradores robots e as suas danças que por vezes parecem aleatórias encantaram milhões e libertaram-nos da entediante tarefa de uma limpeza mais frequente. Uma palavra, um gesto no smartphone e a sua casa está em processo de limpeza.

Eletrodomésticos comunicam connosco diretamente, quer para nos recordar do que está em falta no frigorífico, quer para indicar que a nossa refeição está preparada para consumir.

No centro de tudo isto, um assistente virtual ouve-nos e responde como um humano responderia. Com sorte, oferece um comentário espirituoso ou até revela algo que em tudo se assemelha a um sentido de humor. Com conhecimento infinito e igual disponibilidade, coloca um assistente económico permanentemente ao nosso serviço.

Num futuro cada vez mais presente, começa a tomar o seu lugar como a ponte entre todos os pequenos aparelhos que agora gerem a nossa casa, com o nosso conforto sempre presente.

Quotidiano 2.0

Com uma esmagadora maioria de pessoas como adeptas da tecnologia inteligente no lar (71% dos consumidores consideram-na facilitadora), não existe retrocesso possível.

As ações do quotidiano são agora repensadas sob o olhar analítico da tecnologia. Uma campainha inteligente identifica quem está à porta. Um candeeiro com iluminação inteligente desliga-se quando deixamos a sala para economizar energia, ou adapta-se às condições da luz em tempo real. As persianas sabem quando chegou a hora de se encerrarem por outro dia.

As aplicações são tão vastas quanto a imaginação dos seus criadores e a necessidade dos consumidores. Desde uma otimização de recursos ambientais, até uma segurança à prova de invasores, passando pela capacidade de estar sempre conectado com os gadgets da sua casa. A cada nova necessidade que surgir, a tecnologia buscará uma resposta eficaz.

Para a humanidade, as casas inteligentes de hoje são o primeiro passo em tornar o lar numa entidade autónoma que zela pelo nosso bem-estar. Conhecedora das nossas necessidades melhor que nós próprios, trará ao longo dos próximos anos, tecnologia ainda mais fascinante e conveniente para o nosso quotidiano.

Votos: 14 | Pontuação: 4.6

No votes so far! Be the first to rate this post.

Partilhar este artigo
  • 2
    Shares